Publicidade

poder

Manifestações em São Paulo

Esta quinta-feira (15) foi marcada por manifestações de pautas diversas em São Paulo e em outras capitais brasileiras. Pela manhã, uma série de manifestações fechou importantes ruas e avenidas paulistanas e reuniu cerca de 4.000 pessoas em diversos pontos da cidade, incluindo a Radial Leste, nas proximidades do estádio Itaquerão, na zona leste (veja como foi).

Entre o fim da tarde e o começo da noite, um ato contra a Copa foi dispersado após confronto entre manifestantes e PM na r. da Consolação --além da confusão, ao menos uma concessionária e um banco foram depredados. A polícia deteve sete pessoas (leia mais).

A manifestação iniciada na Vila Mariana por professores da rede municipal, que decidiram após reunião nesta quinta continuar em greve, foi encerrada na praça da Bandeira após os docentes terem feito uma passeata pela av. 23 de Maio. Por volta das 21h30, já não havia mais focos de protesto, segundo a PM.

No Rio, houve um encontro de três atos, realizados por estudantes e por rodoviários e professores em greve. A principal via afetada foi a av. Presidente Vargas, e houve um princípio de confusão na estação Central do Brasil, região central da capital fluminense.

Também houve manifestações em Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Fortaleza.

Ordenar: Recentes
Atualização Automática: Ligada| Desligada
  • 21h16  

    Manifestações em São Paulo se dispersam.

  • 21h03  

    São Paulo: Veja abaixo o momento do confronto após o protesto "anti-Copa", na r. da Consolação, centro, e a concessionária que foi depredada.

  • 20h51  

    São Paulo: Grupo de por volta de cem manifestantes que caminhou pela av. Pacaembu agora fecha a pista no sentido centro da r. General Olímpio da Silveira (abaixo do Minhocão).

  • 20h48  

    Imagem

    Agência do Santander na r. da Consolação, depredada após confronto entre manifestantes "anti-Copa" e PM, em São Paulo (Cesar Soto/Folhapress)

  • 20h44  

    São Paulo: Sobre a abordagem realizada pela PM na r. Augusta antes da manifestação, a Polícia Militar diz que somente sete dos 20 foram levados à delegacia (78º DP, Jardins). Os demais foram apenas averiguados e liberados.

  • 20h43  

    São Paulo: Após o ato contra a Copa iniciado na av. Paulista, concessionária da Hyundai (empresa que é um dos patrocinadores oficiais do evento) foi depredada, além de pelo menos uma agência do Banco Santander na r. da Consolação.

  • 20h41  

    Imagem

    Manifestantes ateiam fogo a lixo na r. da Consolação logo após confronto com a PM durante ato contra a Copa (Nelson Perez/AFP)

  • 20h38  

    Rio de Janeiro: Depois de um pequeno corre-corre dentro da Central do Brasil, a PM revistou dois manifestantes --o que revoltou um grupo. A PM, então, usaram duas bombas de gás lacrimogênio para dispersar os manifestantes. Situação foi normalizada em seguida.

  • 20h29  

    São Paulo: Parte dos manifestantes do ato contra a Copa reúne-se novamente, desta vez na praça Charles Miller, na av. Pacaembu.

  • 20h27  

    São Paulo: Há oito manifestantes detidos no 78º DP (Jardins), segundo o defensor público Carlos Weis. Foram levados pela PM após terem sido abordados na r. Augusta, antes dos confrontos.

Publicidade
Publicidade